Introdução à Estatística


Como será que cientistas avançam o conhecimento humano? Como será que podemos avaliar se uma ideia é "boa"? Bem-vindos à Ciência, que começa na Grecia antiga, mas é transformada por Galileu Galilei no século XVI. Observação, experimentação e constante dúvida sobre qualquer conclusão garantem que possamos entender cada vez mais sobre o complexo universo ao nosso redor. Como você verá, a Estatística surgiu para que cientistas possam avaliar suas ideias sobre o universo e lidar com a incerteza em suas conclusões, e hoje é uma ferramenta fundamental em toda pesquisa científica moderna.


Uma breve história da ciência

A ciência surgiu na antiguidade clássica, com ênfase no poder da razão e lógica. No renascimento, Galileu Galilei e Newton lideraram a revolução científica, desenvolvendo modelos matemáticos para prever o comportamento mecânico dos corpos no céu e na terra, e avaliando suas ideias por meio de observações e experimentos precisos. Na biologia, Hooke descobre o universo microscópico, Darwin propõe a seleção natural, e a genética decifra o código da vida.


Metodologia científica

Cientistas tentam explicar o universo pela busca por leis naturais, tal como engrenagens invisíveis que controlariam as relações de causa-efeito. Para avaliar suas ideias eles comparam suas predições de seus modelos com o mundo real, por meio de observação ou experimentação direta. A estatística é a ferramenta utilizada para essa comparação entre as ideias e a realidade, levando em consideração várias incertezas.


Uma breve história da estatística

A estatística surgiu com Laplace, que aplicou conceitos de probabilidade para lidar com incerteza nas medidas tomadas por astrônomos e levantamentos demográficos. Galton criou técnicas para estudar a relação entre fenômenos naturais, principalmente hereditariedade. Fisher desenvolveu os princípios de delineamento de experimentos científicos, Seguindo a tradição de Galileo, hoje amplamente utilizados em toda a ciência moderna. Tukey utilizou a informática para ampliar a aplicação de estatística, permitindo que cientistas sumarizassem grandes conjuntos de dados.


O que é Estatística?

A ciência avança na busca e explicação de regularidades da natureza: desde órbita dos astros até as respostas fisiológicas das células. A busca e documentação desses padrões naturais é o objetivo das estatísticas descritivas, enquanto a avaliação da compreensão das relações naturais de causa-efeito é foco da estatística inferencial. Estatística é uma ferramenta utilizada por cientistas para ampliar o alcance da cognição humana, tanto por meio da descrição de regularidades, quanto na avaliação das ideias científicas sobre fenômenos naturais.